Pular para o conteúdo

Avião desmancha no ar, mas carga de cocaína é preservada. Abate seria engano?

31/05/2015

capaImagens apresentadas ao mundo pelas forças militares venezuelanas reforçam a dúvida.

Como pode uma aeronave ser abatida, virar um monte de ferro retorcido, os corpos de seus tripulantes serem carbonizados e a carga de drogas permanecer intacta?

Os 616 tabletes de cocaína são apresentados envolvidos em plástico, um material altamente inflamável, no entanto…Terá sido o abatimento deste avião brasileiro, e pilotado por brasileiros, fruto de um engano? Terá este avião entrado no espaço aéreo venezuelano, e sido confundido com uma aeronave executando um voo ilegal?

Destroços da aeronave, no entanto, sua carga...

As autoridades venezuelanas relataram:

Torres de controle da Venezuela solicitaram identificação e ordenaram pouso ao avião, mas não obtiveram resposta. A aeronave pilotada pelos amazonenses ainda conseguiu despistar os dois caças F-16 da Força Aérea da Venezuela (Aviación Militar Nacional Bolivariana de Venezuela – AMBV) que foram enviados ao seu encontro. De acordo com as autoridades locais, o mau tempo ajudou a esconder o Embraer (EMB-820C Navajo) das telas dos radares, que seria abatido somente quase três horas após os caças decolarem, por volta de 0h40 de domingo.

Quem garante que era a mesma aeronave? São “n” dúvidas!

Quem garante que os militares venezuelanos, após chegarem os destroços, percebendo o erro abissal que concretizaram, não plantaram tais provas? Por que só as provas ficaram intactas?

Cabe ao governo brasileiro instaurar um inquérito sério sobre o ocorrido, mas, infelizmente, nossos atuais governantes já deixaram bem claro o enorme apreço que tem pelo regime de Caracas.

avioncojedes3

Versão oficial

Segundo o site A critica, a Polícia Federal já está no caso. O superintendente da Polícia Federal no Amazonas, Marcelo Resende, disse, ontem, que a PF acompanha a apuração da aeronave, modelo EMB-820-C foi derrubado a tiros nos céus da Venezuela no último domingo e  que resultou na morte do piloto Klender Hideo de Paula Ida, 19, e Fernando Cesar Silva da Graça, 24, além da apreensão de dinheiro e 616 pacotes de cocaína. A PF informou que Hideo já era investigado por meio de um inquérito instaurado no ano passado quando foi preso em flagrante usando documentos falsos. Ele estava com a permissão para pilotar vencida e usou o nome de uma outra pessoa. O inquérito ainda não está concluído.

O ex-superintendente da Polícia Federal, Mauro Spósito, que participa de uma operação policial na fronteira do Brasil com a Colômbia e o Peru, disse que a aeronave foi abatida e desmanchou-se ainda no ar transformando-se em um amontoado de destroço, mas que não chegou a explodir, permitindo que o carregamento de droga fosse recuperado e os corpos preservados, embora quebrados.

IMG-20150525-01516

Família com histórico

Fernando César é filho de um empresário suspeito de financiar o tráfico de drogas e que foi preso em 2008 no município de Ananindeua, no Pará. Foi a segunda prisão do empresário; ele já havia ido para a cadeia por traficar 540 quilos de cocaína. A família Graça é conhecida da polícia por integrar uma organização criminosa ”Curica” que já dura mais de 30 anos. Do site Cavok.

One Comment leave one →
  1. cemat permalink
    31/05/2015 19:17

    Menos mal para os traficantes…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: