Pular para o conteúdo

Comprovado: o piloto alemão era mesmo maluco de carteirinha!

31/03/2015
Andreas Lubitz, maluco beleza!

Andreas Lubitz, maluco beleza!

No curso da investigação do acidente da Germanwings, as autoridades estão chegando a conclusão de que o co-piloto do trágico voo era uma verdadeira bomba psicossomática, prestes a explodir. Imagine que isso aconteceu num dos países mais organizados e desenvolvidos em medicina do mundo, a Alemanha.

Como não será no terceiro mundo, não só com pilotos, mas com outros meios de transporte, como ônibus e embarcações? É de se temer uma avaliação médica de caminhoneiros, por exemplo, que trafegam em nossas rodovias e colocam a vida de quem se desloca por estrada em constante perigo.

Relatos da imprensa internacional apontam problemas enfrentados pelo copiloto que podem ter sido um fator na queda do avião.

Segundo o jornal francês “Le Parisien”, Andreas Lubitz, de 27 anos, sofria de transtorno de ansiedade generalizada (TAG).

Os médicos que o atenderam em 2010 aplicaram injeções de olanzapina, que tem efeito antipsicótico, e recomendaram que Lubitz praticasse esportes para recuperar a autoconfiança.

Lubitz também aparentava ter problemas com o sono, para o qual foi recomendado a usar o antidepressivo agomelatina.

A promotoria de Düsseldorf informou nesta sexta-feira (27) que encontrou documentos médicos “que apontam uma doença e o tratamento médico correspondente” na casa de Lubitz, em Düsseldorf, e na de seus pais, na cidade alemã de Montabaur.

O site do jornal alemão “Die Welt” informou na semana passada que agentes da polícia acharam vários remédios para tratar um grave “transtorno psicossomático” no apartamento em Düsseldorf.

Segundo o jornal americano “The New York Times”, Lubitz também tinha problemas de visão que poderiam ter colocado em risco seu trabalho.

A companhia aérea Lufthansa reconheceu nesta terça-feira (31) que o copiloto do avião da Germanwings que caiu nos Alpes franceses há uma semana informou à empresa que, em 2009, havia sofrido um episódio depressivo grave. Do G1, editado por este jornal.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: