Pular para o conteúdo

CONAB prevê safra de 202 milhões de toneladas, com chuvas no Matopiba

09/01/2015

plantar

A produção de grãos na safra 2014/2015 deverá atingir 202,18 milhões de toneladas, volume 4,5% maior na comparação com o observado em 2013/2014, projetou nesta sexta, dia 9, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), por meio do 4º Levantamento de Grãos.

Desse total, 176,30 milhões de toneladas vêm do Centro-Sul do país. As 25,87 milhões de toneladas restantes são provenientes do Norte/Nordeste.

Conforme a companhia, o aumento de produção é resultado do incremento de área plantada. O levantamento diz que a área a ser cultivada na safra 2014/2015 indica um crescimento de 1,3%, ou seja, deverão ser acrescidos 766,7 mil hectares à área de 56,99 milhões cultivada na safra 2013/2014. A produtividade também vai ajudar, com avanço de 3,2%, para 3.501 kg por hectare.

Por produto, a Conab estimou que a produção de soja em 2014/2015 atinja 95,92 milhões de toneladas, 11,4% mais na comparação anual. Quanto ao milho, a temporada foi projetada em 79,05 milhões de toneladas (-1,1%), sendo 29,64 milhões de toneladas de 1ª safra (-6,4%) e 49,41 milhões de toneladas de 2ª safra (+2,4%).

Há ainda a expectativa de que a produção de arroz tenha um crescimento de 0,6%, passando de 12,12 milhões de toneladas para 12,20 milhões na atual safra. Para a mamona, o crescimento esperado é de 139,8%, de 44,7 mil toneladas para 107,2 mil toneladas na atual safra. Quanto ao algodão, a safra deve cair 11%, para 1,54 milhão de toneladas. A de feijão também deve registrar queda, de 2,7%, para 3,34 milhão de toneladas.

Previsão de chuvas

A Conab prevê, em levantamento, chuvas “ligeiramente acima do normal” no Rio Grande do Sul durante o primeiro trimestre de 2015, “na faixa de 35 mm”. Quanto ao Nordeste, a companhia informa que as precipitações ficarão abaixo da média até o fim de março no norte, leste e centro da região. Segundo a companhia, a exceção fica no sul dos Estados do Maranhão e Piauí e oeste da Bahia, que integram a fronteira agrícola conhecida pela sigla MATOPIBA.

No Norte do país, as chuvas também devem ficar abaixo do normal, “na faixa de 45 mm”. Em relações às demais regiões do país, a Conab informa que o primeiro trimestre deverá ser marcado condições climáticas dentro da normalidade. Cenários condizentes com a atuação do fenômeno El Niño neutro, acrescenta a companhia.

2A lâmpadas

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: