Pular para o conteúdo

Indústria baiana registra redução de 12,1%, em comparação com junho de 2013

06/08/2014

indFérias coletivas provocam queda de 80,2% na produção de automóveis; queda é o principal fator para resultado na produção industrial do período

A produção industrial baiana (de transformação e extrativa mineral) apresentou, em junho de 2014, recuo de 12,1%, na comparação com junho de 2013. A redução é resultado principalmente da queda na produção no setor de veículos, que, em junho, passou por férias coletivas. Outras influências foram os resultados negativos nos segmentos de Metalurgia (-11,3%), Equipamentos de informática (-41,5%), Produtos químicos (-3,2%), Bebidas(-8,2%), Minerais não-metálicos (-1,8%) e Celulose (-2,6%). O segmento de Derivados do petróleo manteve-se estável no período. A principal contribuição positiva ficou com a Extrativa (1,1%). Outros segmentos que registraram aumento foram Couros, artigos de viagem e calçados (10,9%), Borracha e material plástico (4,2%) eProdutos alimentícios (1,8%). As informações são da Pesquisa Industrial Mensal do IBGE e foram analisadas pela SEI-Seplan.

O indicador no primeiro semestre de 2014 acumulou -4,5%. Sete dos doze segmentos da Indústria geralinfluenciaram o resultado no período. O destaque também é o setor de Veículos, que registrou queda de 34,3%, resultado do desaquecimento apresentado no setor no semestre. Também registraram resultados negativos no período os setores de Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-43,2%), Metalurgia (-5,3%) e Couros, artigos para viagem e calçados (-7,4%). Positivamente, destacaram-se Coque, produtos do petróleo e biocombustíveis (3,2%) e Outros produtos químicos (4,5%).

No segundo trimestre de 2014, a indústria baiana assinalou o terceiro trimestre consecutivo de queda e acelerou o ritmo de recuo na passagem do primeiro (-2,1%) para o segundo trimestre de 2014 (-6,9%), comparado com o mesmo período do ano anterior. Destaca-se o setor de Veículos, que passou de -34,8% para -33,8%; Derivados de petróleo, que passou de 7,7% para -1,0%; e Outros produtos químicos, que passou de 10,2% para -0,5%.

Na comparação com o mês de maio de 2014, na série com ajuste sazonal, houve decréscimo na produção de 1,1% enquanto que, em 12 meses, o índice acumulou -0,2%. Ainda no acumulado em 12 meses, dos doze segmentos da Indústria, sete apresentaram decréscimo, sendo Veículos (-15,2%) o setor de destaque. As influências positivas vieram de Coque, produtos do petróleo e biocombustíveis (7,0%), Metalurgia (6,7%),Minerais não-metálicos (2,1%) e Produtos alimentícios (0,8%).

Nacional – Nos resultados em comparação com junho de 2013, dos estados pesquisados pelo IBGE, registraram recuo Amazonas ( -16,1%), Paraná (-14,0%) Bahia (-12,1%), Rio Grande do Sul (-11,9%), Santa Catarina (-7,5%), Pernambuco (-7,3%), Mato Grosso (-7,1%), Ceará (-6,7%), São Paulo (-6,5%), Minas Gerais (-6,1%) e Rio de Janeiro (-2,1%). Os estados pesquisados que registraram resultados positivos foram Pará (6,7%), Espírito Santo (4,1%) e Goiás (3,3%).

PRORROGADAS-3

belavista

5 - QUINTA - HORÁRIO COLETA WEB

hotelcolumbiadavi

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: