Pular para o conteúdo

Onde está a macheza de Dona Dilma?

25/06/2014
Valdemar Costa Neto, em foto de Dida Sampaio, do Estadão. Governando o País desde a cadeia

Valdemar Costa Neto, em foto de Dida Sampaio, do Estadão. Governando o País desde a cadeia.

Quer dizer, então, que um dos mais importantes ministérios do País, o dos Transportes, muda de titular por uma chantagem feita por um presidiário, detido na Penitenciária da Papuda? A infraestrutura rodoviária do País está caindo aos pedaços e só encontra paralelo em 2001, no último ano do governo Fernando Henrique. Ontem mesmo, no retorno do feriadão, a BR 386, no Rio Grande do Sul, a Estrada da Produção, construída nos tempos de Jânio Quadros e Jango Goulart, engarrafou em mais de 300 km do total de 450, porque tem apenas pequenos trechos duplicados, apesar de um pedágio caríssimo, que vigorou durante anos.

Regionalmente, temos exemplos do Anel Viário de Barreiras, apenas um carreador singelamente asfalto, e da travessia de Luís Eduardo, que prometida para ser entregue no final de 2013 se arrasta com passos de preguiça.

A continuidade da BR 242 em direção ao Tocantins é outro exemplo de lentidão e descaso. A obra está parada.

Eleição e governabilidade são problemas da Presidenta. Mas ceder à chantagem de uma quadrilha de escroques é falta de macheza. Se ela tomasse uma atitude com essa quadrilha, bem como com os chantagistas do PP, de que de apoiadores passaram a vaiá-la na convenção de hoje, ganharia mais votos.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: