Pular para o conteúdo

Afinal, quando Wagner e Neto encerram o processo de unção dos candidatos?

17/03/2014

João Leão e Geddel Vieira Lima

Por tudo que é lido e ouvido em relação à sucessão estadual, conclui-se, sem medo de errar, que o envelope denominado “óbvios” receberá dois carimbos até o final desta semana. Os governistas decidem pelo nome de João Leão (PP) e a oposição pelo nome de Geddel Vieira Lima (PMDB). Então, os dados estarão lançados. Ainda tem gente que aposta na candidatura do próprio ACM Neto, muito cotado nas pesquisas, mas que insiste em candidatar-se daqui a quatro anos, possivelmente reeleito como prefeito de Salvador. O que não pode se evitar são as dores da “passagem das pedras pelo rim” daqueles que não foram os ungidos, como o presidente da Assembleia, Marcelo Nilo (PDT) e Paulo Souto (DEM).

Como em política e amores surgidos em casa de má fama, as exceções éticas são maiores que a própria regra, depois de alguns dias os prejudicados estarão integrados às campanhas e louvando os candidatos oficiais.

Ainda restará aos preteridos, no caso de derrota em uma ou outra facção, o tradicional e tardio “eu não disse?”, lenimento e consolo de quem perde.

Outro lenitivo esperado pelos mesmos preteridos será a promessa de secretarias gordas, como aquelas da Casa Civil, Infraestrutura, Agricultura, Saúde e Educação, só para citar os melhores exemplos.    

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: