Pular para o conteúdo

Ministro do PDT é investigado por corrupção

03/03/2014
Foto de Fábio Rodrigues, da Agência Brasil.

Foto de Fábio Rodrigues, da Agência Brasil.

A Polícia Federal concluiu que há indícios de participação do ministro do Trabalho, Manoel Dias (PDT), em esquema para empregar militantes do seu partido como funcionários fantasmas de uma entidade que firmou convênios com a pasta federal. A PF pede a abertura de investigação, que deverá apurar o desvio de R$ 11 milhões.

O inquérito partiu de revelações de um ex-dirigente do PDT em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo em setembro do ano passado. Ex-presidente da Juventude do partido em Santa Catarina, John Sievers, que à época era presidente do diretório estadual do PDT, contou que em 2008, a mando de Dias, recebia pagamentos mensais da Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Rio Tijucas e Itajaí Mirim (ADRVale), com sede em Brusque (SC) e comandada por pedetistas.

Outros filiados ao PDT confirmaram que constavam da folha de pagamentos da ONG sem nunca ter trabalhado para ela. Em seu relatório, a PF pede a remessa dos autos ao Supremo Tribunal Federal, única instância que pode autorizar investigação criminal de ministros. A Justiça Federal em Santa Catarina decidirá se envia ou não o caso à Corte em Brasília. Só após a manifestação do Supremo é que o ministro poderá ser o centro das investigações. Editado pelo Bahia Notícias.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: