Pular para o conteúdo

Setor de Serviços segurou economia baiana em 2013

19/02/2014
Transportes: destaque no setor de serviços

Transportes: destaque no setor de serviços

Os resultados da Pesquisa Mensal de Serviços apontam que a receita nominal do setor apresentou, no período de janeiro a dezembro de 2013, acúmulo de 9,2%. Em dezembro de 2013 o resultado também foi positivo, com o crescimento de 2,4%, na comparação com dezembro de 2012. As informações foram apuradas pelo IBGE e analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan).

Na comparação dezembro-2013/dezembro-2012, ocorreu aumento nas atividades de serviços, com destaque para Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (8,0%); Serviços prestados às famílias (7,6%); Outros serviços (2,5%); Serviços profissionais, administrativos e complementares (1,8%); e apenas a atividade de Serviços de informação e comunicação (-4,7%) apontou retração.

No período de janeiro a dezembro de 2013, a atividade de Serviços profissionais, administrativos e complementares apresentou a maior expansão (15,4%). A atividade de serviços de Transporte, serviços auxiliares aos transportes e correio, registrou o segundo maior crescimento, com variação de 11,2%. Seguido por Serviços prestados às famílias (8,0%), Outros serviços (7,5%), e os Serviços de informação e comunicação (3,8%).

ANÁLISE TRIMESTRAL – O setor de serviços avançou 4,5% no quarto trimestre, em relação ao mesmo trimestre de 2012. Todos os setores apontaram expansão, exceto Serviços de informação e comunicação (-2,1%). No período destacaram-se as atividades de Outros serviços (16,7%); Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (7,5%); Serviços prestados às famílias (6,6%); Serviços profissionais, administrativos e complementares (6,1%).

Os dados por Unidades da Federação ressaltam que, os resultados acumulados em 2013, todas apresentaram crescimento nominal, sendo a Bahia o estado ocupante da 12ª posição, com variação de 9,2%, atrás do Mato Grosso (20,4%), Distrito Federal (15,7%), Ceará (13,0%), Tocantins (13,0), Santa Catariana (11,5%), Paraíba (11,1%), Amazonas (10,5%), Goiás (10,3%), Mato Grosso do Sul (10,0%) e Alagoas (9,4%) e empata com São Paulo e Roraima.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: