Pular para o conteúdo

Cultura reúne manifestações de todo o Oeste

06/10/2013
A Filarmônica de Formosa do Rio Preto abrilhanta o evento

A Filarmônica de Formosa do Rio Preto abrilhanta o evento

A Praça Sérgio Alvim Motta em Luís Eduardo Magalhães foi o palco do I Encontro Regional de Cultura da Região Oeste da Bahia, realizado na última sexta-feira e sábado, 04 e 05 de outubro respectivamente. O evento promovido pela União dos Municípios do Oeste da Bahia (Umob) reuniu seis municípios da região: Barreiras, Formosa do Rio Preto, Catolândia, Cristópolis, Baianópolis e o município anfitrião.

Na primeira noite os municípios de Barreiras, Cristópolis e Formosa do Rio Preto deram uma amostra das principais manifestações culturais de cada uma delas. O destaque foi a apresentação teatral “Rio Preto”, um alerta sobre a necessidade de preservação do rio que margeia o município e é um dos principais rios de toda região.

Nos estandes era possível ainda conhecer um pouco cada um dos municípios presentes. A Associação Caliandra de artesãs do Assentamento Rio de Ondas e o trabalho de escultores e artistas plásticos de Barreiras também estiveram à mostra para o público que passava pela praça. “A região oeste é muito rica culturalmente, temos municípios centenários, com histórias belíssimas e passagens importantes na história do nosso país. É uma satisfação muito grande participarmos de um encontro como este justamente no município mais jovem, Luís Eduardo Magalhães”, comentou a historiadora Ignez Pitta, palestrante do segundo dia de evento.

O prefeito Humberto Santa Cruz e a secretária de Cultura Jane Schlosser entregam lembrança ao representante de Cultura de Catolândia

O prefeito Humberto Santa Cruz e a secretária de Cultura Jane Schlosser entregam lembrança ao representante de Cultura de Catolândia

No discurso de abertura o prefeito Humberto Santa Cruz, também presidente da Umob, saudou as delegações presentes. “Vocês são os representantes da cultura do oeste baiano e principais responsáveis pela riqueza cultural de nossa região”, disse. Humberto lembrou o trabalho desenvolvido na Lira Angicalense, de Angical, fundada em 1917 para espelhar o esforço que vem sendo feito em Luís Eduardo Magalhães para criação de sua própria filarmônica.

“Demos início este ano a um projeto para criação da nossa orquestra filarmónica. Sabemos que não é um processo fácil. É um trabalho que exige muito empenho, mas, o importante é que plantamos uma semente a qual temos certeza que brotará e renderá muitos frutos num futuro próximo”, observou, fazendo menção ao trabalho desenvolvido pela secretária de Cultura e Turismo do município Jane Schlosser e o maestro David Monteiro. A banda filarmônica de Luís Eduardo Magalhães foi a responsável pela execução do Hino Nacional durante a solenidade de abertura.

Também estiveram presentes no encontro o prefeito de Cristópolis, Antônio Pereira, o vice-prefeito de Barreiras, Pâe Barbosa, o Representante Territorial de Cultura da Bacia do Rio Grande, Tiago Lira, além de secretários de Cultura e Educação dos municípios participantes. A programação continuou no sábado, 05, com apresentações artísticas dos municípios de Catolândia e Baianópolis, e o lançamento do livro “A Guerra dos Criativos”, do jovem escritor de Luís Eduardo Magalhães, Alec Silva.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: