Pular para o conteúdo

Abapa promove cursos voltados para segurança no trabalho

27/08/2013

image003Com o objetivo de capacitar os profissionais que praticam atividades nas usinas e propriedades de algodão, os cursos promovidos pela Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) com o apoio do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA) já qualificaram aproximadamente 190 pessoas na área de segurança do trabalho. Foram oferecidos treinamentos com os temas, NR 12, NR 10, NR 31, NR 33, Transporte de Trabalhadores Rurais, CIPATR (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho Rural) e SESTR (Serviço Especializado em Segurança e Saúde no Trabalho Rural).

A presidente da Abapa, Isabel da Cunha, destaca que o produtor está buscando cada vez mais se adequar as leis trabalhistas. “A Abapa está auxiliando seus associados, proporcionando os treinamentos de segurança no trabalho que ajudam a incentivar as boas práticas, prevenir acidentes e doenças no trabalho”, disse.

A ação contempla os produtores de algodão, associados da Abapa, que podem oferecer gratuitamente os treinamentos para os seus funcionários.  São disponibilizadas 15 vagas por turma, os cursos estão acontecendo desde o mês de Maio, no Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães, que é a instituição de ensino responsável.

NR31

O treinamento sobre a NR 31 – Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária Silvicultura, Exploração Florestal e Aquicultura,  ministrado pela advogada, Ana Paula Brandão, em agosto, com a próxima turma prevista para o dia 16 de setembro, apresenta a Norma Regulamentadora  na íntegra. “Explicamos a NR 31 minuciosamente e temos tido um retorno satisfatório por parte dos alunos. Os produtores tem buscado capacitar seus funcionários e reconhecem a importância das NR`s. Houve uma evolução grande com a iniciativa da Abapa em promover as capacitações e esperamos que sirva de exemplo para outras associações. Já ouvi muitos relatos dizendo que após os treinamentos não houve mais acidentes e esse, sem dúvida, é o melhor resultado. Mostra o respeito em relação ao trabalho. Além disso, capacitar é a melhor forma de evitar as penalidades”, afirmou.

 

Marcos André dos Santos Azevedo, gerente de produção da Fazenda Busato, conta que nesta última safra de algodão nenhum acidente foi registrado. “Atingimos nosso objetivo maior,  mais de 70 dias de safra sem acidentes. Isso é resultado dos treinamentos, hoje temos mais informações sobre o uso dos EPI`s e operação de máquinas. E esse curso de NR 31 vem trazer mais informações  e esclarecer nossas dúvidas”, afirmou.

O coordenador de Segurança do Trabalho e Meio Ambiente, Tobias Schinaider, da Agrícola Xingu completa dizendo: “Após os treinamentos, repassamos aos outros funcionários o que a lei exige e o que tem que ser mudado. Conseguimos entender melhor as mudanças na legislação e com as orientações que recebemos, já implantamos melhorias na propriedade”, disse.

Em  setembro estão previstos também os cursos de NR 13, NR 35, SESTR –  Serviço Especializado em Segurança e Saúde no  Trabalho Rural, Aplicação de Agrotóxico – NR 31 e Noções sobre procedimentos para resíduos produzidos na propriedade.

Algodoeira 130823_Blog

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: