Pular para o conteúdo

Produtores retomam doações de grãos e feno ao semiárido

27/05/2013
Os caminhoneiros que foram levar as doações para os irmãos da seca

Os caminhoneiros que foram levar as doações para os irmãos da seca

Vinte e duas carretas. Esta foi a quantidade necessária de veículos para transportar o primeiro carregamento de doações dos produtores do Oeste da Bahia para os agricultores do sertão baiano. Foram doadas 400 toneladas de grãos e subprodutos que vão servir para alimentar o gado. O comboio saiu do município de Luís Eduardo Magalhães, no dia 27 de maio, com destino aos municípios baianos mais atingidos pela falta de chuva.

Eduardo Salles e Isabel Cunha, presidente da APABA

Eduardo Salles e Isabel Cunha, presidente da APABA

 

“ Estamos enviando 400 toneladas de solidariedade. Apesar da Helicoverpa e da estiagem, nossos índices de produtividade se mantiveram satisfatórios e nada mais justo do que sermos solidários com outros agricultores do Estado que estão sofrendo com a seca. Esse trabalho terá continuidade.“, afirmou Júlio Cézar Busato, presidente da Aiba.

Busato e diretores da AIBA

Busato e diretores da AIBA

Foram doados milho, milheto, casquinha e caroço de algodão, feno, bandinha de feijão e tudo mais que poderá ser transformado em ração animal. As carretas vão percorrer mais de mil quilômetros até chegarem às cidades escolhidas pela secretaria da Agricultura (Seagri) para receberem as doações. São elas: Capela do Alto Alegre, Conceição do Coité, Baixa grande, Iaçú, Jeremoabo, Maracás, Miguel Calmon, Rui Barbosa, Senhor do Bonfim, Tapiramutá e Uibaí. A distribuição será feita por funcionários da Seagri.

251 municípios baianos estão sofrendo com a seca que já é considerada a pior dos últimos 50 anos. A Bahia já perdeu mais de 500 mil cabeças de gado. Esta ação dos produtores do Oeste da Bahia poderá ser decisiva para o futuro da pecuária no Estado. “Uma ação como essa não tem preço. Essa doação vai atender a milhares de pequenos criadores que não têm condições nem mesmo de comprar o milho subsidiado pela Conab”, disse Eduardo Salles, secretário estadual da Agricultura.

aérea carretas 2

Segundo o secretário de Agricultura, 70% da produção leiteira da Bahia deixou de existir com a seca. A produção de caprinos, ovinos e de carne bovina caiu na mesma proporção.

-Com essa doação, mais as 80 mil toneladas de milho enviadas pelo Governo Federal, não queremos aumentar a produção. O principal agora é que o pequeno produtor consiga preservar seus animais, para quando chegar a próxima estação de chuvas, possa reiniciar o seu processo produtivo. Pra quem tem poucas cabeças de gado, perder 2/3 delas é uma tragédia sem precedentes.”

A doação dos produtores do Oeste é uma ação franca, de agricultor para agricultor, não importa o tamanho, afirma Salles: “Por isso a valia dessa iniciativa”.

A campanha SOS Seca é uma ação da Aiba, Abapa, Abia e Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras e LEM, que continuarão mobilizando seus associados para que novos carregamentos saiam do Oeste Baiano.

Carretas iniciam a viagem, hoje pela manhã, para socorrer os flagelados.

Carretas iniciam a viagem, hoje pela manhã, para socorrer os flagelados.

 

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: