Pular para o conteúdo

Afinação fina na Fórmula 1

12/05/2013

Massa foto AFP

Felipe Massa em terceiro, Fernando Alonso em primeiro, os dois com uma corrida espetacular, hoje, em Jerez de La Frontera, na Espanha. Para se ver como é sofisticada a afinação de um carro de F1. Na tomada de tempos, ontem, com 10 quilos de combustível nos tanques, a Ferrari não conseguiu passar de um 5º e 6º lugares. O grid foi dominado pelas Mercedes, as quais foram ultrapassadas hoje, diversas vezes, por quase todos os ponteiros. 

Uma coisa é rodar com os tanques vazios. Outro bem diferente é adicionar mais de 120 kg de combustível, cerca de 20% do peso do carro. Isso modifica cambagem da suspensão, comportamento (sub-esterço e sobre-esterço) e até a conformação aerodinâmica das baratinhas. Por isso, acertar os carros para a tomada de tempos, no sábado, pensando na corrida do domingo toma o maior tempo dos cálculos dos engenheiros. Hoje foram 4 trocas de pneus durante a corrida e, as Mercedes, notórias gastadoras de pneus, acabaram optando, do meio da corrida pra frente, surpreendentemente, pelos pneus mais moles, aqueles que tem degradação mais rápida, mas oferecem melhor desempenho. E a Lotus de Haikonnen, a que menos gasta pneus, fez a primeira troca e as próximas sempre pelos pneus duros, com menor desempenho, mas mais duráveis.

 Daqui a dois domingos, a F1 larga em Mônaco. Lá, com curvas de baixa, a história pode ser bem diferente de Jerez de La Frontera, cheio de curvas de 260 km/h.

shop car

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: