Pular para o conteúdo

Liberado para a Bahia produto que pode salvar lavoura da soja e do algodão

18/03/2013

O Comitê Técnico de Assessoramento para Agrotóxicos (CTA) formado por representantes dos ministérios da Agricultura, Meio Ambiente e Saúde, autorizou no final da tarde desta segunda-feira (18), exclusivamente para a Bahia, o pedido de registro do Benzoato de Emamectina, produto específico para combater a praga Helicoverpa spp., lagarta que está atacando a soja e o algodão no cerrado baiano.

 

A Helicoverpa migrou entre as diversas culturas do Oeste, auxiliada pelas boas condições de proliferação, como os repetidos veranicos.
A Helicoverpa migrou entre as diversas culturas do Oeste, auxiliada pelas boas condições de proliferação, como os repetidos veranicos e a ausência de predadores naturais.

A aprovação do registro aconteceu menos de duas semanas depois que, autorizado pela presidente Dilma Rousseff, o Ministério da Agricultura, através da Secretaria de Defesa Agropecuária, publicou a Portaria nº 42, declarando emergência fitossanitária no País devido ao ataque da praga em lavouras de algodão e soja na safra 2012/2013.

O presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Júlio Cesar Busato, comemorou a notícia, e agradeceu a participação do governador Jaques Wagner, “que foi sensível à solicitação das associações de produtores e intercedeu junto à presidente Dilma Rousseff para que ela autorizasse a decretação de emergência fitossanitária, condição indispensável para acelerar o registro do produto”.

Busato destacou que “os produtores já estavam sem ter o que fazer, vendo a praga devastar a plantação, sem produto agroquímico específico e eficiente para o controle desta praga”.

Informado por Cósam Coutinho, diretor do Departamento de Sanidade Vegetal (DSV/SDA/Mapa), do resultado da reunião do CTA, o secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, elogiou e agradeceu aos ministérios da Saúde, Meio Ambiente e da Agricultura e em especial ao Departamento de Sanidade Vegetal pelo empenho e atendimento em tempo hábil para que o agricultor possa ter acesso a este produto que, segundo especialistas, tem comprovada eficiência em outros países na supressão populacional desta lagarta.

O próximo passo agora, conforme explicou Cósam Coutinho, deve ser dado pela empresa detentora da marca no Brasil, a Syngenta, com o pedido de registro no Mapa e na Adab. Os produtores dos nove municípios do Oeste afetados pela praga, através de suas associações, vão negociar com o fabricante do Benzoato de Emamectina a disponibilidade e preço do produto.

A decisão do CTA foi respaldada no laudo técnico preparado durante toda a semana passada e encaminhado ao Mapa pela Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri), Embrapa e associações de produtores.

A notícia alegrou e trouxe novo alento aos produtores dos municípios de Barreiras, São Desidério, Luis Eduardo Magalhães, Baianópolis, Formosa do Rio Preto, Riachão das Neves, Correntina, Jaborandi e Cocos, onde as culturas de soja e algodão estão sendo atacados.

Na próxima semana, dia 26, o Grupo Operacional de Emergência Fitossanitária, coordenado pela Adab, reúne-se em Barreiras para fechar o Plano de Ação de Controle da Praga, conforme informou o diretor de Defesa Vegetal da Adab, Armando Sá.

chapadão agricola out

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: