Pular para o conteúdo

ABAPA promove sustentabilidade do algodão baiano

13/09/2012

Denilson Galbero, gestor dos projetos de sustentabilidade da Abrapa; Paulo Mota, vice presidente da Abapa; Isabel da Cunha, presidente da Abapa; João Carlos Jacobsen Rodrigues, vice presidente da Abrapa; Marcio Portocarrero, diretor executivo da Abrapa; Celito Missio, segundo vice-presidente da Abapa e Maurício L. Lopes, coordenador de sustentabilidade da Abapa.

O evento denominado Algodão Brasileiro Responsável, promovido pela ABAPA e realizado na terça-feira, 11 de setembro, no Hotel Solar em Luís Eduardo Magalhães/BA, contou com a presença de cerca de 80 pessoas, entre produtores e representantes de empresas e associações do agronegócio, e teve dois momentos: a retrospectiva do PSOAL – Programa Socioambiental da Produção de Algodão com entrega dos certificados da safra 2011/12 e o lançamento das diretrizes do novo programa de sustentabilidade socioambiental, o ABR.

Durante a retrospectiva do PSOAL, o coordenador de sustentabilidade da Abapa, Maurício L. Lopes, salientou a importância que o programa teve ao promover a sustentabilidade nas fazendas e auxiliar os produtores a seguirem a legislação socioambiental, baseando-se principalmente na NR31. Implantado em 2009 de forma independente, através de um modelo de projeto de outro estado, o PSOAL iniciou um importante momento para os cotonicultores baianos: o da responsabilidade socioambiental. Momento este coroado para alguns produtores, cujas fazendas receberam o certificado do PSOAL pelas mãos da presidente da Abapa, Isabel da Cunha e do vice-presidente da Abrapa, João Carlos Jacobsen Rodrigues.

Foram certificadas na safra 2011/12 as fazendas: Fazenda Xanxerê (Luiz Carlos Bergamashi), Fazenda Rio de Pedras (Celito Missio), Fazenda São Francisco (Ademar Antônio Marçal), Fazenda Marechal Rondon (Grupo Ilmo da Cunha), Fazenda Campo Aberto (Agrifirma), Fazenda Anaterra (Amauri Stracci), Fazenda Panorama (SLC Agrícola), Fazenda Palmares (SLC Agrícola), Fazenda Piratini (SLC Agrícola), Fazenda Mizote IV (Paulo Mizote), Fazenda Riacho Doce (Paulo Mizote), Fazenda Desafio (Paulo Mizote), Fazenda Mizote Sede/Santa Rosa (Paulo Mizote), Fazenda Independência (João Carlos Jacobsen Rodrigues) e Fazenda Dom Pedro (Vanguarda Agrícola).

Este momento de consciência socioambiental dos cotonicultores recebe atenção especial da Abrapa e suas estaduais com o lançamento do ABR, que vem ser a união de outros dois programas, o PSOAL e o IAS. O programa procura atingir, agora, um patamar maior de adesão dos cotonicultores já que simplifica a participação do produtor em um só programa nacional de sustentabilidade.

O lançamento contou com a palestra do gestor dos projetos de sustentabilidade da Abrapa, Denilson Galbero, com informações e explicações acerca das diretrizes do programa. Os participantes receberam um material explicativo sobre o programa e com ferramentas para iniciar suas participações no ABR. Após a palestra, um importante momento de perguntas e respostas agitou o final do evento, com a participação de vários produtores esclarecendo suas dúvidas.

“Estamos na expectativa de cada vez mais conscientizar o produtor, procurando alcançar juntamente com a Abrapa o objetivo de auxiliar os cotonicultores a se tornarem modelos de sustentabilidade socioambiental” finalizou Isabel da Cunha. O encerramento do evento aconteceu com um coquetel à beira da piscina.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: