Pular para o conteúdo

Um grande exército que marcha ao lado dos seus algozes.

15/08/2012

As perplexidades e contradições de nossos candidatos são as mesmas dos nossos eleitores. Sem o mínimo intuito de desqualificar o eleitorado eduardense, a grande verdade é que uma larga maioria é composta de migrantes que vieram ao Oeste em busca de oportunidades de trabalho, durante uma determinada época fartas e abundantes.

Eram os tempos da catação de raízes, da capina do algodão, da restolhagem do milho e do algodão, outros tempos. O agronegócio mecanizou-se rapidamente para fugir às exigências do Ministério do Trabalho e um grande número de pessoas não foi mais para as fazendas, ficou fazendo bicos na cidade.

A grande maioria analfabeta ou analfabeta funcional não tem capacidade de fazer um curso de especialização. Aqueles mais empreendedores se estabelecem com algum negócio não regular. Mas a grande maioria vive mesmo do programa Bolsa Família e do auxílio de alguma instituição de caridade. (Devem ser mais de 7.000 em Luís Eduardo, pois no início da gestão de Humberto Santa Cruz passavam dos 6.000, algo em torno de 10% da população).

Essa grande massa é o pasto fértil para o messianismo e as esmolas. Para as promessas vãs. Para a mentira. Para a enganação fácil. São muitos, um exército. E vão marchar ao lado daqueles que poderão ser os seus mais cruéis algozes.

4 Comentários leave one →
  1. Julya dos Santos permalink
    15/08/2012 8:17

    Pergunta meu caro Editor. O que foi feito pelo poder publico municipal para tirar estas pessoas desta terrivel condicao? Elogios ao Sindicato Rural pelo trabalho feito em prol da qualificacao destas pessoas, mas salvo engano, as açoes feitas pelas Secretarias Municipais em nada contribuem para a mudança deste quadro. De nada adianta vir com este discurso politico, se quando se tem o poder para mudar esta realidade nada se faz, permitindo assim que candidadtos usem estas pobres pessoas como massa de manobra.

  2. Glaucia permalink
    15/08/2012 9:25

    Concordo em partes com a Julya. De fato o poder público pouco ou até mesmo nada faz para tirar as pessoas dessa miséria intelectual que vivem, mas isso tem um propósito, quando a massa começar a pensar, Ozieis da vida não terão mais espaço, e isso é contra os planos do governo. O trabalho que o sindicato rural faz, em termos de capacitação é louvável sim, mas tb é exercido em prol dos agricultores, que necessitam de mão de obra qualificada, infelizmente,nada são flores em uma sociedade como esta……

  3. Flo permalink
    15/08/2012 9:30

    O problema não é tão simples assim, não estou defendendo setor algum, porem, se voce pesquisar mais a fundo verá que a maioria das pessoas que se encontram nesta condição de “não qualificado” repito, a maioria, não quer mudar seu padrão pois está dependente
    de politicas erroneas, não sómente da municipalidade mas principalmente pelo padrão idiota imposto via governos e mais desgovernos federais com paternalismo exagerado que não contempla em hipótese alguma condições que qualifiquem na pratica estes envolvidos. O desmantelamento via governo federal das escolas técnicas, seja na area urbana, (mecanica, hidráulica, elétrica, tornearia…)ou na area rural (escolas profissionalizantes de técnicos agricolas que foram desmanteladas em prol de faculdades mal administradas, professores mal pagos…) fez com que o Brasil fosse contemplado com um atraso no padrão de comportamento de sua população e que dificilmente retroagira de alguma forma fazendo com que a cada dia mais e mais multidões de desocupados se estabeleçam nas cidades. A criminalidade que hoje assola todo nosso país, nada mais é do que reflexo do desmantelamento do ensino e principalmente da desagregação da familia. Estamos em plena guerra civil no país, só não vê quem não quer. Esta situação NÃO IRÁ MUDAR até o dia em que se prenda e execute os mandantes que hoje tomam conta do governo em todas as instâncias, que são processados mas nada resolve, e se isto acontece é porque essa “massa de manobra” condorda e é cumplice do que lhe acontece pois se beneficia ao mesmo tempo em que lhe exploram. POR UM ENSINO MAIS QUALIFICADO, CHEGA DE FACULDADES, PRECISAMOS TÉCNICOS QUE TRABALHEM EM PROL DO PAÍS.

    • Fernanda permalink
      15/08/2012 10:16

      A população mais carente não quer se qualificar, pois recebe a “bolsa esmola” por isso vive à custa do governo e sempre vai querer esses governantes no poder vivendo de migalhas essa é a realidade do nosso País emprego que é bom não querem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: