Pular para o conteúdo

Delúbio fica mais de 8 anos sem trabalhar recebendo salário.

04/08/2012

Na Bahia, os professores ficaram um pouco mais de 60 dias em greve e tiveram o salário bloqueado. Em Goiás, Delúbio Soares ficou 100 meses sem trabalhar e continuou ganhando salários.

Após a conclusão de um processo interno na Secretaria de Educação, o governo de Goiás exonerou do cargo de professor de matemática do estado o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, um dos réus do mensalão. Segundo a assessoria do governo, ele foi exonerado por abandono de cargo ao atuar como sindicalista e não dar aula. Delúbio era professor em Goiás, mas morava em São Paulo.

Foram 100 meses sem bater o ponto. O ex-tesoureiro foi acusado pelo Ministério Público Estadual de receber R$ 164,4 mil sem trabalhar. Além de Delúbio, outros 29 servidores foram exonerados, após processo administrativo. A decisão ainda precisa ser publicada no Diário Oficial para ter efeito.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: