Pular para o conteúdo

Estratégia contra nematoides será apresentada em encontro técnico.

31/05/2012

Produtores rurais de algodão e milho que plantam no Cerrado Brasileiro estão tendo dificuldades para controlar os nematoides que há cada safra causam mais prejuízos nas lavouras do país. Reconhecer os sintomas e os sinais do ataque dos nematoides é o primeiro passo para quem não quer ter prejuízos com estes inimigos.

De acordo com Rosangela da Silva, do Centro Universitário de Várzea Grande/MT (Univag), no Cerrado os nematoides com maior agressividade são o nematoide do cisto da soja e os nematoides de galhas radiculares. “Porém o nematoide que está mais disseminado nas áreas de cultivo é o das lesões radiculares Pratylenchus brachyurus”, aponta a pesquisadora.

O estudo desenvolvido por Silva mostra que em algumas áreas onde se utiliza soja e algodão em sucessão, a população de nematoides não tem encontrado barreiras que possam impedir a multiplicação. Algumas formas de cultivo, conforme a pesquisadora, aumentam disponibilidade por sítios de alimentação dos nematoides o que acaba refletindo na facilidade para os vermes atacarem as lavouras e provocarem altos danos econômicos das culturas. 

“Não é possível priorizar apenas uma ferramenta de manejo, pois em muitas áreas do Cerrado, a ocorrência simultânea de espécies de nematoides é muito comum, o que obriga o produtor a inovar as estratégias de manejo, para que consiga mantê-los abaixo do nível de dano econômico”.

Será exatamente sobre as principais estratégias de manejo dos nematoides a palestra que Silva fará no II Encontro Técnico Fundação MT dia 05 de junho em Luís Eduardo Magalhães no oeste baiano. Na ocasião ela irá apresentar aos produtores os nematoides de importância na cultura do algodoeiro e do milho.

“Na minha apresentação mostrarei alguns resultados sobre avaliações de perdas na cultura do algodoeiro provocadas por nematoides, discutirei as novas ferramentas de manejo e alertarei sobre a escolha das culturas a serem implantadas no sistema de rotação ou sucessão no Cerrado”.

O II Encontro Técnico Fundação MT na Bahia é aberto para toda classe produtora do Oeste Baiano. Especialistas de vários centros de pesquisa do Brasil falarão sobre importantes assuntos para as culturas de soja, algodão e milho.

Interessados em participar devem fazer inscrição gratuitamente no local e do no dia do evento. As vagas são limitadas. A programação começa às 07h30 e vai até às 18h30. O II Encontro Técnico ocorrerá no auditório do hotel Saint Louis em Luís Eduardo Magalhães.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: