Pular para o conteúdo

Proposta de criação do Estado do São Francisco tem um longo caminho a percorrer.

04/11/2011

Tramita na Câmara o Projeto de Decreto Legislativo 355/11, que determina a realização de plebiscito sobre a criação do estado do Rio São Francisco, que seria formado por 35 municípios do oeste baiano.

Pela proposta, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) terá o prazo de seis meses, contado da aprovação do projeto, para realizar o plebiscito, de acordo com instruções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Após essa etapa, o Congresso deverá ainda consultar a Assembleia Legislativa da Bahia e editar lei complementar para que o novo estado seja criado.

O autor da nova proposta, deputado Oziel Oliveira (PDT-BA), (existe uma proposta do deputado pernambucano Gonzaga Patriota tramitando há anos no Congresso) explica que a região, que reúne cerca de 1 milhão de habitantes em 173 mil km², vem crescendo muito ao longo dos últimos anos, apesar de não ser considerada uma prioridade para o Governo da Bahia.
Para o deputado, a separação tem o apoio da população local:

 “A maior motivação de uma região, em obter autonomia administrativa se dá, sobretudo, em razão da distância entre os governantes e a população, que se vêem prejudicados e desassistidos em suas necessidades mais básicas, impedidos de se desenvolver e assim contribuir muito mais com o crescimento do País”.

Pela proposta, os municípios do estado do Rio São Francisco serão: Angical, Baianópolis, Barra, Barreiras, Brejolândia, Buritirama, Campo Alegre de Lourdes, Canápolis, Carinhanha, Casa Nova, Catolândia, Cocos, Correntina, Coribe, Cotegipe, Cristópolis, Feira da Mata, Formosa do Rio Preto, Jaborandi, Luís Eduardo Magalhães, Mansidão, Muquém do São Francisco, Pilão Arcado, Remanso, Riachão das Neves, Santa Maria da Vitória, Santana, Santa Rita de Cássia, São Desidério, São Félix do Coribe, Serra do Ramalho, Serra Dourada, Sitio do Mato, Tabocas do Brejo Velho e Wanderley.

Antes de ir para o Plenário, a proposta será analisada pelas comissões da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

11 Comentários leave one →
  1. Prof.Jorge permalink
    07/11/2011 19:05

    Acredito que o novo “Estado de S.Francisco” deva incluir Ibotirama, Xique-xique, Bom Jesus da Lapa e todos os municípios à margem do rio S.Francisco. Ou então mudar o nome para Estado do Oeste da Bahia, por exemplo. É rídículo e falta inteligência a um movimento desta magnitude, discriminando munícípios poderosos e com influência econômica, política e religiosa. Sou de Itabuna e há muito a região cacaueira quis se separar da Bahia, o que não conseguiu. Para que haja sucesso nesta reinvindicação (muito justa) a união é fundamental; caso contrário, são favas contadas…

  2. 08/11/2011 14:41

    Bom Jesus da Lapa tem mais haver com a Bahia mesmo, agora:Brotas de Macaúbas, Canarana, Gentio do Ouro, Ibotirama, Ipupiara, Morpará, Oliveira dos Brejinhos, Paratinga, Santo Inácio e toda a REPRESA DE SOBRADINHO.

  3. Dorgelina S.O .Medeiros permalink
    29/11/2011 6:29

    Concordo plenamente com o ponto de vista do Professor Jorge, tabém não sou a favor deste nome e sim com o Estado OESTE da BAHIA até porque o Rio São Francisco não nasci na Bahia desaparecendo o nome Bahia, nos tirando a verdadeira histora do Brasil, pois foi na Bahia onde tudo começou.

  4. 20/01/2012 9:13

    Estado do oeste da “Bahia” na minha opinião é ridículo, estamos querendo criar um novo estado e não apenas dividir a bahia, não sei onde a maioria que aqui comentaram reside, mas vou contar algo que realmente é de causar repugna a esse nome “Bahia”!

    – Fiquei sabendo nesses meses atraz que grande parte da produção de soja e criação de gado da bahia se concentra no oeste bahia onde seria o estado do São Francisco.

    – O leste da bahia é onde se concentra o maior indice de desenvolvimento.

    – Santa maria da vitória berço de pessoas como Osório alves de Castro um escritor conhecido e de mão cheia, não tem se quer uma universidade…

    só foram três itens que aqui me lembro, mas já suficientes para que se tenha uma idéia do quão o nome Bahia já não se adequa a essa região.

  5. kati m smanioto permalink
    04/02/2012 15:03

    Aprovo a divisão, pois infelizmente as pessoas que moram mais retiradas da capital não tem sido vistas pelos governamtes.
    comcordo tambem que o nome deveria ser revisto.

  6. Humberto permalink
    12/02/2012 14:19

    Sugiro uma alteração… Barreiras – São Francisco
    BARREIRAS – SF

    Capital Luis Eduardo Magalhaes….(CApital da poeira, do buraco, da lama…etc kkk)
    Oooo cidadizinha feiiiia e suja

  7. sheila permalink
    14/02/2012 13:28

    voces são todos loucos

  8. kahl permalink
    26/02/2012 11:43

    Novo estado já! não há mais como evitar, essa já é a nossa identidade.

  9. levi castro permalink
    18/07/2012 17:58

    e minha cidade paratinga, não vai fazer parte do novo estado não ?

  10. Kleber permalink
    24/09/2012 22:08

    Alguma novidade? Até quando vamos ter que esperar???!!! Infelizemnte a ambição e o egoismo dos mais fortes esta prevalecendo! mas vamos lutar, senhores!! Vamos lutar mais e mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: