Pular para o conteúdo

Prédio tomba inteiro na China. Em Belém, outro espigão cai e mata operários.

29/01/2011

O antes e o depois em Belém. Sobrou apenas um monte de destroços do espigão. E se tivesse sido totalmente ocupado?

Duas pessoas foram resgatadas com vida após desabamento de um prédio de cerca de 30 andares em Belém (PA), neste sábado. O edifício, que estava em construção, ficava na região central da capital paraense. Ao menos duas casas vizinhas foram atingidas. As buscas devem continuar durante a noite.

De acordo com a imobiliária que comercializava os apartamentos, três operários estavam no local. Eles já haviam terminado o trabalho e aguardavam a chuva passar no subsolo do prédio. No momento da queda, chovia forte e ventava muito em Belém.

Não há informações sobre o número de pessoas que estavam nas casas vizinhas na hora do acidente. A área foi isolada.

Inicialmente, a informação divulgada pela Polícia Militar era de que cerca de 15 operários e outras cinco pessoas ficaram debaixo dos escombros.

Aqui no Brasil, os prédios não resistem ao próprio peso e caem sobre suas fundações. Na China, os prédios tombam por inteiro, quase sem danos à estrutura. A pergunta que não quer calar: os chineses já conhecem aquela ferramenta conhecida como prumo? Clique nas fotos para ampliar.



One Comment leave one →
  1. Hilton Rocha permalink
    04/04/2012 8:42

    Nossa é incrível como foi preservada a estrutura geral do edifício. Pelo que da para notar, pecaram mesmo na escolha das fundações, que não foram adequadas ao tipo de solo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: