Pular para o conteúdo

Trajetórias do Brasil na Copa.

24/06/2010

Arco do Triunfo em silêncio: "Les Bleus" trouxeram na bagagem discórdia e vexame.

As derrotas da França e da Itália na fase classificatória podem surpreender, mas os analistas afirmam que o envelhecimento das equipes é o principal motivo. A equipe brasileira também se renovou muito pouco desde a última copa, mas tem outra estrutura psicológica com o desembarque de estrelas cadentes como Ronaldão, Ronaldinho, Adriano e Roberto Carlos, o jogador das meias caídas. Pode prosperar por esse motivo. Vamos ver o que acontece amanhã. Se o Brasil apenas empatar com Portugal, pega a Espanha nas oitavas e Holanda ou Eslováquia nas quartas. Daí está nas semifinais e seja o que Deus quiser. Que venham os argentinos. O selecionado brasileiro vai pensar então em renovação. Se Dunga levar o escrete canarinho até a taça, se prepare: teremos mais quatro anos de técnico dureza pela frente, do tipo escreveu não leu, banco comeu.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: