Pular para o conteúdo

Nomeação de 29 policiais para Correntina é zombaria com Luís Eduardo.

21/05/2010

Nesta quinta-feira, 20, a Polícia Civil convocou 25 agentes de polícia e 04 escrivães de  concursados para serem lotados na cidade de Correntina. Mesmo sabendo das dificuldades de funcionários na Delegacia  de Luís Eduardo, os dirigentes da polícia civil e da Secretaria da Segurança Pública da Bahia não contemplaram esta  cidade com um único agente ou escrivão. A cidade de Correntina com certeza está defasada, no número de funcionários, como todas as cidades do estado, mas o movimento daquela delegacia é de pelo menos cinco vezes menor do que na nossa cidade.

Membros do Conselho de Segurança argumentaram que talvez a Polícia Civil pretenda instalar uma delegacia no distrito de Rosário, que está a mais de 180 kms da sede do Município, o que não justifica a absoluta falta de recursos humanos em Luís Eduardo.

Jair Francisco

Jair Francisco, presidente da ACELEM, afirma que o fato enseja mais união e posicionamento frente à decisão do Governo do Estado:

“É inadmissível que, diante de tantas ações proativas para com o Estado na área de segurança pública, por parte da  sociedade eduardense, principalmente  através do CONSEG – Conselho Comunitário de Apoio a Segurança Pública, e da carência de servidores em nossa cidade, o Governo estadual não tenha designado sequer um policial para esta cidade.”

O delegado José Resende confirmou hoje que possui apenas 6 agentes e um escrivão e que, no final de semana, o plantão da Delegacia recebe mais um delegado e um escrivão. Para se ter uma base de comparação, a cidade de Barreiras tem 36 agentes e 12 escrivães, o que parece pouco diante da alocação de pessoal feita para Correntina.

O deputado estadual Sandro Régis(PR) movimentou-se nesta sexta-feira para reverter tal quadro e conseguir pelo menos mais 10 agentes e 2 escrivães para Delegacia de Polícia Civil de LEM. No entanto a ação do Deputado pode resultar em resultados nulos, frente à pouca vontade política do governador Jaques Wagner para com municípios que não o apóiam francamente.

Depois de muitas viagens a Salvador, da construção de um estacionamento para os carros recolhidos da Delegacia, da disposição de construir uma nova sede administrativa – até hoje o Secretário de Segurança não liberou nem o projeto – e até mesmo de locar carros para a PM, a frustração da designação de pessoal para Luís Eduardo tem o sabor de zombaria aos anseios das autoridades, aos membros do CONSEG-LEM e ao povo em geral.

3 Comentários leave one →
  1. Ricardo Miranda permalink
    22/05/2010 7:34

    Moro na Vila Rosário Correntina – Ba, e não temos policiamento nenhum.
    Isso causa uma falta de segurança enorme para os poucos moradores deste lugar. Pedimos um pouco mais de atenção quanto a segurança.

    Obrigado,

    Ricardo Miranda

  2. Antonio Miranda permalink
    22/05/2010 13:33

    São sabidas e notórias as dificuldades enfrentadas pela policia civil de Lem. Mas acho que também falta um pouco de boa vontade por parte da mesma, a lentidão no atendimento ao cidadão é irritante e a falta de ação principalmente no combate ao tráfico de drogas em nossa cidade é lastimável.

  3. MANUELA permalink
    23/05/2010 15:09

    NA REALIDADE, TENHO AMIGOS QUE ESTÃO RELACIONADOS NESTA LISTA DOS 25 AGENTES CONVOCADOS , ELES ME PASSARAM, QUE A ACADEPOL DISSE QUE SÓ HAVERIA VAGA PARA 12 AGENTES , OS 13 RESTANTE TERIAM QUE FICAR NA RESERVA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: