Skip to content

Municípios buscam recursos para aterros sanitários

26/08/2014
Aterros sanitários são obras complexas e exigem pesados investimentos.

Aterros sanitários são obras complexas e exigem pesados investimentos, além de coleta e tratamento do chorume.

O prefeito Humberto Santa Cruz reafirmou hoje, durante evento no gabinete, que decisão do Governo Federal, aprovada pelo Congresso, transferiu, para os municípios a obrigação de construir os aterros sanitários, sem, no entanto, providenciar o aporte de recursos necessários:

- Ganhamos o ônus de construir, sem receber o bônus, disse o Prefeito.

Mais de 3.000 municípios não conseguiram acabar com os lixões conforme o Plano Nacional de Tratamento de Resíduos Sólidos no prazo previsto. Luís Eduardo está no caminho correto, implantando a Coleta Seletiva e financiando a Associação de Catadores (são mais de 30 mil reais por mês) para a separação dos materiais recicláveis.

LEI Nº 12.305, DE 2 DE AGOSTO DE 2010, sancionada pelo Governo Federal, terá que providenciar novos prazos e prever recursos para a construção dos novos aterros sanitários.

BR 020: capotamento deixa ocupantes de camionete presos nas ferragens.

26/08/2014

sigi 1Com texto e fotos de  Sigi Vilares

No final da manhã desta terça-feira, 26, por volta das 11h40, aconteceu um acidente grave próximo ao trevo do Rosário, na BR 020, no município de Correntina, envolvendo uma caminhonete Frontier.

Segundo informações,  o condutor da caminhonete provavelmente tenha cochilado, vindo a perder o controle do veículo e saindo da pista, capotando várias vezes.

sigi 3

Eram quatro ocupantes na caminhonete Frontier, sendo três adultos e uma criança de 10 anos, sendo que três deles ficaram presos nas ferragens. A criança aparentava ter se ferido levemente.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros do estado do Goiás socorreu as vítimas das ferragens e as mesmas foram encaminhadas para um hospital do estado vizinho.

sigi 2

 

???????

faahf25082014

Prefeito assina contrato com Associação de Catadores para gerenciamento da Coleta Seletiva

26/08/2014

O município de Luís Eduardo Magalhães é o primeiro na Bahia a formalizar convênio com uma associação de catadores.

O município de Luís Eduardo Magalhães é o primeiro na Bahia a formalizar convênio com uma associação de catadores para desenvolvimento do Programa de Coleta Seletiva Solidária. A assinatura do contrato de prestação de serviços entre o Poder Executivo e a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis do município  aconteceu na manhã desta terça-feira, 26, na sala de reuniões do gabinete.

Segundo o documento assinado esta manhã a associação fica responsável pela prestação dos serviços de coleta, transporte, triagem, processamento, beneficiamento, compostagem e destinação final dos resíduos sólidos recicláveis, reutilizáveis, orgânicos e rejeitos do município. Diz o Prefeito:

“Confiamos nas pessoas que fazem parte deste projeto e que trabalharam para tornar o programa de Coleta Seletiva de Luís Eduardo Magalhães referência em todo estado. Quando começamos há três anos, pouca gente acreditava que ele daria certo. Hoje temos uma central de triagem totalmente equipada e logo, com o suporte da associação, teremos um terceiro caminhão para realização da coleta”.

O prefeito relatou que confia nas pessoas que fazem parte deste projeto e que trabalharam para tornar o programa de Coleta Seletiva de Luís Eduardo Magalhães referência em todo estado.

Também participaram da assinatura, o catador Gilvan dos Santos, presidente da associação; Fernanda Aguiar, secretária de Meio Ambiente e Economia Solidária (SEMA), além de secretários de governo e catadores. Na oportunidade foi ainda apresentada a cartilha da Coleta Seletiva Solidária que auxiliará na divulgação do programa em todo município. A nova tiragem foi toda ela paga com recursos provenientes da conversão de multas da SEMA.

Para Fernanda a assinatura do contrato representa um passo importante para dar mais sustentabilidade à associação e ao projeto como um todo. “Desde a retirada os catadores do lixão tivemos muitos avanços e agora poderemos ampliar ainda mais o programa no município. Pra se ter uma ideia no primeiro mês depois da inauguração da Central de Triagem cerca de 10 toneladas de materiais foram reciclados no município”, disse Fernanda, lembrando que contrato entre prefeitura e associação foi realizado através do processo de dispensa de licitação, baseada na Lei nº 8.666/93 (Lei de Licitações e Contratos Administrativos) e o artigo 57 da Lei nº 11.445/2007 (Lei de Política Nacional de Resíduos Sólidos.

FAAHF realiza encontro de iniciação científica

26/08/2014

ENICOB 3

O VI Encontro de Iniciação Científica do Oeste da Bahia – ENICOB promovido pela Faculdade Arnaldo Ferreira – FAAHF que aconteceu nos dias 21 e 22 de agosto reuniu centenas de acadêmicos, estudantes do ensino médio e profissionais da região.

O ENICOB ofereceu aos participantes nos dois dias de encontro: Mini-Cursos, palestras, mesa-redonda, oficinas, exposição de posters voltados para as áreas de Ciências Agrárias, Administração, Educação e Direito, além de apresentação do Projeto Ambiência e da II Feira de Engenharia Empreendedora.

Projeto Ambiência – Idealizado pelo os acadêmicos dos cursos de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos e Administração, trouxe para a faculdade espaços de convivências montados a partir de objetos recicláveis.

ENICOB 4

II Feira de Engenharia Empreendedora do Curso de Engenharia apresentou projetos criados pelos acadêmicos na área de engenharia, onde premiou na noite de quinta-feira, 21, os três melhores projetos apresentados durante a Feira. Leia mais…

Luís Eduardo recebe evento de transportadores

26/08/2014

Luís Eduardo Magalhães receberá no dia 02 de setembro, terça-feira, o Seminário Itinerante ComJovem, realizado pela Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logística – NTC com o  apoio do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Estado da Bahia – SETCEB. O evento acontecerá no Hotel Saint Louis a partir das 13h00 e as inscrições são gratuitas através do site www.portalntc.org.br

O diretor jurídico da NTC, Marcos Aurélio Ribeiro, ministrará palestra sobre a Lei nº 12.619, conhecida como Lei dos Motoristas, e que vem sendo alvo de constantes discussões pela opinião pública e também no Congresso Nacional.

Marcos Aurélio irá apresentar aos presentes um panorama geral da lei e suas implicações na rotina do transportador, abordando também as modificações que a legislação pode vir a sofrer se for sancionada pela presidente Dilma Rousseff. “A Lei 12.619 e suas possíveis alterações foram amplamente debatidas com os representantes dos motoristas autônomos, com o Ministério Público do Trabalho e com todos os segmentos do setor  de transporte de cargas (medicamentos, fracionados, produtos perigosos, internacional, etc), e, claro, o transportador, que vive a legislação no dia a dia e precisa tomar conhecimento do que o texto dispõe”, explica o advogado.

faahf responsabilidade

Analista diz que preços da soja serão recordes na próxima safra

26/08/2014

Do Canal Rural

Para o analista de mercado Liones Severo, os produtores não devem se apavorar com a queda dos preços dos contratos da soja. Segundo ele, a demanda está mal avaliada pelo mercado e a Bolsa de Chicago não reflete a realidade das cotações praticadas.

– Os mercados produtivos, como Brasil e Estados Unidos, estão carentes de produto. O preço que estamos obtendo está dois dólares acima do mercado. O valor da soja é o valor que está sendo consumido. A soja no Porto está hoje R$ 67, ainda é um bom preço. A Bolsa de Chicago está marcando R$ 56. Há três anos os preços trabalham descolados de Chicago.

O analista participou do programa Mercado & Cia desta segunda, dia 25, ao vivo de Rio Verde, em Goiás, onde acontece o Fórum Soja Brasil. Severo aposta que o mercado mundial vai subir, ao passo que o mercado americano caia, sustentado pela demanda chinesa.

O produtor que ainda tem soja deve fixar o valor do prêmio, indica o analista.

– Vamos estabelecer a saída do produto através do prêmio, que é o contrato. E aí a entrega é definida, depois o produtor tem tempo para fixar preço – sugere.

Segundo Severo, hoje, para ter soja, o mercado tem que pagar e os preços vão ficar melhores com a entrada da safra brasileira.

– O consumo mundial é de 200 milhões de toneladas de soja. A cada dia, o mercado de consumo tem que ter nos portos 14 navios carregando soja ou farelo, eles não têm tempo nem de pensar que preço vão pagar. Para eles, não importa o preço, importa o produto – afirma.

Quando o mercado voltar a fluir normalmente, com entradas das safras americana e brasileira, Chicago volta a ter representatividade e o preços devem se recompor.

– Para a safra seguinte é bem provável que tenhamos preços muito semelhantes aos maiores patamares.
Milho

Para Severo há chances de o milho subir. Segundo ele, o mercado brasileiro está muito ligado ao milho americano. O milho brasileiro começou há dois, ou três anos a chamar a atenção dos mercados consumidores.

– O embargo da China trouxe acúmulo de produtor nos Estados Unidos, o que derrubou os preços. Mas, o milho brasileiro vai ter lugar importante a partir de setembro.

Rádio Prefeitura 1200x433 (1)

 

08 - Agosto -_splash expresso copy

A2 escadas

gacea

Promoção de preços no Atacado do Super Marabá

26/08/2014

14.08.26---Atacado

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 126 outros seguidores